Passeio de Trem Curitiba - Morretes


Cidades Dicas Eventos Roteiros Hotéis



Uma verdadeira aventura pela Serra do Mar Paranaense. Para muitos, e me incluo entre essas pessoas, são momentos inesquecíveis, independente se é a primeira, segunda ou décima viagem! O trajeto dura aproximadamente 3 horas e passa por belezas naturais e também por belezas construídas pelo homem.

Viagem de trem Curitiba - Morretes

Viagem de trem Curitiba - Morretes

Vou relatar abaixo, em formato de tópicos, a minha última experiência e dar algumas dicas sobre o passeio de trem entre Curitiba e Morretes, que realizei nas férias de 2011.

Programe a compra da passagem

Essa foi uma falha que cometi e agora eu recomendo para que vocês não tenham nenhum problema quanto às passagens. Como eu não havia programado a compra das passagens para o meu passeio de trem até Morretes, fui convicto que encontraria dois lugares um dia antes da data. É claro que, se tratando do mês de janeiro (período de férias), não consegui comprar as passagens para o dia escolhido.

Para maior segurança, recomendo que você compre a passagem com pelo menos uns 5 dias de antecedência, evitando assim frustrações como a que eu tive. Acredito que nos períodos fora de temporada seja mais fácil encontrar passagens na última hora, mas não vale à pena arriscar!

Outra dica (e essa é valiosa): compre suas passagens para o lado esquerdo do trem. Mais abaixo vocês vão entender o porquê.

Opções de Vagões

Se você está com pouca grana, e não liga para conforto, a melhor opção é o vagão Econômico. As outras opções são boas para quem gosta mais de conforto e, principalmente, para aqueles que não conhecem a história da ferrovia e dos pontos por onde o trem passa, pois nos vagões Turístico, Executivo, Litorina de Luxo e Litorina Convencional o passageiro recebe guias impressos e tem a companhia de um guia turísticos que relata os pontos mais importantes do passeio.

Os preços das passagens podem variar entre R$48,00 e R$270,00 (na data de publicação do post – 26/05/2011 – sujeito a alterações). Existem também a opção de camarotes de 4 e 8 lugares, ideais para quem vai ao passeio em grupo.

Chegue cedo no dia da viagem

Essa dica vale principalmente para quem vai fazer o trajeto entre Curitiba – Morretes. Apesar do espaço de embarque comportar bem as pessoas, longas filas se formam na Rodo-Ferroviária de Curitiba. As poltronas são identificadas por números, e você escolhe aquela que mais lhe agrada, mas o tumulto das filas pode lhe incomodar. O embarque em Curitiba costuma ser às 8h15 e o ideal é estar lá por voltar das 7h30.

Não se esqueça do lanchinho

Ou do dinheiro para comprar os produtos vendidos a bordo do trem. Essa dica é válida principalmente para quem vai viajar de classe econômica, onde o lanche não é servido gratuitamente. Caso você opte pela viagem nas outras classes, um lanche será servido, mas caso você queira algo a mais, os funcionários da empresa responsável pelo trem estarão à disposição para vender outras opções de lanches.

Leve dinheiro para as lembrancinhas

Ou como algumas pessoas gostam de chamar: “souvenir”. Lindas lembranças são comercializadas a bordo do trem, mas garanto que nada substitui sua câmera fotográfica! E olha que vale a pena cada foto, pois a paisagem é linda e você vai querer ter lembranças de cada uma das maravilhas da Serra do Mar. Mas tomem cuidado com a maquina e descarregue ela em seu computador assim que chegar em casa, pois eu não fiz isso em minha última viagem e acabei perdendo todas as fotos!

O lado esquerdo do trem

Agora vou explicar o porquê do lado esquerdo do trem ser a melhor opção para quem vai fazer a viagem entre Curitiba – Morretes. E é simples: do lado esquerdo você tem a visão privilegiada de toda a Serra do Mar, as Montanhas, Cachoeiras, Túneis, Pontes e Abismos que existem no trajeto. É claro que, se você não conseguir comprar do lado esquerdo, os espaços no vagão permitem que os passageiros fiquem de pé e compartilhem as janelas para que todos consigam visualizar bem as belezas por onde o trem passa.

Os principais pontos da viagem

Véu da Noiva – A primeira grande atração do passeio é o “Véu da Noiva” – nome dado a uma cachoeira do Rio Ipiranga com 70 metros de queda. É um dos pontos favoritos para uma bela foto. Durante a viagem, fique atento, pois qualquer descuido pode fazer você perder essa bela paisagem.

Santuário de N. S. do Cadeado – A história dá conta que ali era uma das moradias dos operários que trabalharam na construção a ferrovia. Ao acabarem as obras, eles optaram em deixar a imagem de N. S. do Cadeado que os acompanhavam, e assim, foi criado o santuário. Além disso, para os aventureiros que desbravam a Serra do Mar a pé, pelas Trilhas do Itupava, o Santuário serve como um ótimo mirante para apreciação da natureza que envolve o lugar.

Ponte São João – Uma obra arquitetônica de deixar qualquer um de boca aberta! A ponte foi inaugurada no ano de 1885 e foi construída durante as obras da ferrovia. Na época, foi considerada uma das grandes obras da engenharia nacional e um fato curioso foi que Dom Pedro II que lançou a pedra fundamental da obra. A ponte possui 110 metros de comprimento,  55 metros de altura e faz parte do patrimônio cultural e certamente é o principal cartão postal da viagem.

Pico Marumbi – A estação do Marumbi é, atualmente, a única parada para embarque e desembarque de passageiros. Infelizmente, devido aos descuidos das mantenedoras da ferrovia, as outras estações foram desativadas, mas estamos aqui para falar de coisas boas, né?!

A estação Marumbi foi mantida ativa devido ao grande número de pessoas que visitam o Parque Estadual Pico do Marumbi para a prática de escaladas e acampamento. A visão do local é linda e para os aventureiros que desembarcam por lá, subir o Pico do Marumbi e visualizar toda a beleza da Serra do Mar é um prêmio merecido.

Estação Pico Marumbi

Estação Pico Marumbi

Destino: Morretes

A cidade de Morretes é maravilhosa, e certamente, merece um post só para ela! Mas falando rapidinho sobre como aproveitar a cidade: Não deixe de saborear o delicioso Barreado, prato típico da região e os doces preparados e vendidos pelos moradores da cidade nas várias feiras de rua. A arquitetura da cidade é belíssima e você conseguirá visitar alguns dos principais pontos a pé. No verão, uma das diversões mais disputadas é a descida do Rio Nhundiaquara a bordo de uma bóia.

O único ponto mais triste da viagem são as crianças que ficam na beira da ferrovia, logo na entrada de Morretes, pedindo esmolas. A cena toca muito os viajantes, que acabam fazendo suas doações, mas o certo é o governo, em suas três esferas, tomarem conta com mais carinho dos moradores da região.

Voltando para Curitiba

Caso você não fique em Morretes e opte por voltar no mesmo dia para Curitiba (muitos turistas optam por ficarem hospedados em algum hotel Curitiba) a dica que dou é, logo que chegar a Morretes, ir à Rodoviária da cidade e garantir a passagem da volta em um dos vários ônibus que saem do litoral com destino à Curitiba. A passagem é bem barata e a viagem muito curta, ideal para descansar, por que, apesar de belo, o passeio deixa qualquer um bem cansado.

E essas foram as minhas dicas, tanto para aqueles que já tinham escolhido esse passeio para as próximas férias, tanto para aqueles que estavam na dúvida. Viajar de trem entre Curitiba e Morretes é uma experiência incrível que você levará por toda a vida. O gostinho de “quero mais” vai ficar presente, pois a cada nova viagem, um ponto novo do trajeto você conhecerá e se encantará.

Morretes

Morretes

Em sua próxima viagem para Curitiba, não deixe de fazer esse passeio, ótimo para a família, casais e grupos de amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre Flávio José
Author Image
Formado em Relações Públicas pela PUC/PR. Autor de artigos relacionados ao turismo, música e diversão. Adora viajar e conhecer novos lugares e culturas. Casado há 2 anos. Residente em Curitiba

10 Respostas para “Passeio de Trem Curitiba – Morretes. Os encantos da Serra do Mar Paranaense”

  1. Sergio antonio Herdina

    Muito boa a apresentação.
    Já fiz esta viagem com a família a me prometi fazer mais vezes.
    abraços
    sérgio

  2. Marcus Maurício

    Gostaria de saber se consigo comprar a passagem por telefone ou site. Gostaria de tomar informações sobre os horários, preços de passagens, ou seja informações mais precisas sobre o passeio


  3. Olá Marcus,

    todas as informações que você precisa estão no site: http://www.serraverdeexpress.com.br

    Espero que você consiga fazer essa viagem. O passeio de trem pela Serra do Mar é maravilhoso!

    Abrços e volte sempre em nosso blog!

  4. Marcio

    Olá, ficou muito bom esse post. Talvez em um próxima oportunidade vocês possam escrever um pouco mais sobre a cidade de morretes que é inegavelmente uma cidade histórica.

    Valeu. Abraços

    Márcio Silveira

    http://www.falaturista.com.br


  5. [...] da capital paranaense e suas principais paradas são: Engenheiro Lange (Pico do Marumbi), Morretes e Paranaguá. O trem vai abandonando a capital paranaense devagarzinho e assim entrando em uma [...]


  6. [...] da capital paranaense e suas principais paradas são: Engenheiro Lange (Pico do Marumbi), Morretes e Paranaguá. O trem vai abandonando a capital paranaense devagarzinho e assim entrando em uma [...]


  7. Já comentei em outros sites por ainda NÃO conhecer esse belo passeio de Trem Curitiba x Morretes. Estivemos em Curitiba por diversas vezes e infelizmente, não foi possível fazer esse Tour, mas, vou repetir, na próxima viagem a Curitiba, a primeira coisa que iremos fazer é esse famoso Tour. Parabéns ao Flávio pela bela postagem


  8. [...] da capital paranaense e suas principais paradas são: Engenheiro Lange (Pico do Marumbi), Morretes e Paranaguá. O trem vai abandonando a capital paranaense devagarzinho e assim entrando em uma [...]

  9. João Pimenta

    Parabéns pelo excelente texto e principalmente MUITO OBRIGADO pelas preciosas orientações e dicas!

  10. Renato Barros de Lima

    Daí meu amigo, sou de Guarapuava-Pr, Eu já fiz esta belissima viagem e é claro do lado esquerdo, como eu gostaria de faze-la novamente, hoje fui até Perto de Morretes pela estrada da Graciosa, só que ja estava noite e com chuva, talvez eu volte aí pra ver a belissima Morretes e trabalhar aí por alguns dias.

Deixe seu comentário


Acesse o FalaTurista
Receba nossas promoções