Conheça a encantadora Campos do Jordão

A beleza de Campos do Jordão é como os traços de uma obra caprichada. Bem cuidada e com prédios inspirados na arquitetura bávara, Campos do Jordão é emoldurada por jardins de flores e bosques.

Por ser tão diferente do restante das cidades brasileiras, logo alcançou a fama de destino favorito dos viajantes para o inverno. No entanto, as outras estações também deixam a cidade encantadora: na primavera as flores colorem a paisagem; no outono, os tons alaranjados deixam Campos do Jordão com um clima ainda mais bucólico; e no verão, o calor é apenas ameno.

Situada na Serra da Mantiqueira, a fascinante cidade de Campos do Jordão é um destino romântico e especial, que perdura na mente dos seus visitantes.

Pontos turísticos

Campos do Jordão não esconde as suas belezas: na entrada da cidade, já vislumbramos o intenso verde das árvores e o colorido das flores que enfeitam os canteiros. A arquitetura germânica, com seu ar austero, até se suaviza com a natureza preservada por toda a cidade.

O Portal de Campos do Jordão não é apenas um belo monumento de boas-vindas aos viajantes, ele também funciona como um excelente apoio aos turistas que ainda não sabem o que fazer ou onde se hospedar. Não se esqueça de levar a sua máquina fotográfica para registrar o cenário apresentado no Portal – nem o mais terrível dos fotógrafos consegue deixar de captar a essência e a beleza deste monumento europeu em solo tupiniquim.

Campos do Jordão
Logo ao chegar à cidade você já se depara com um dos cartões postais, o Portal de Campos do Jordão

Continuando no programa de contemplação da cidade, reserve uma tarde para visitar o Horto Florestal. Situado um pouquinho fora de Campos do Jordão, o horto é mais uma paisagem que lhe faz duvidar se você está realmente no Brasil. As árvores dominam o cenário e emprestam as suas cores – ora outonais, ora com verde intenso – ao horto. O lago e a pequena ponte de madeira garantem o clima romântico do passeio, sendo uma ótima pedida para um piquenique ou então para trilhas entre as árvores.

Campos do Jordão
A belíssima paisagem do Horto Florestal combina com um piquenique romântico

Se você quer ter uma vista panorâmica de Campos do Jordão, o Morro do Elefante vai satisfazer a sua vontade. Contando com um passeio teleférico, esta é uma atração que deve ser visitada somente por aqueles que realmente querem ter uma vista espetacular de Campos. Quem estiver com poucos dias para conhecer a cidade pode riscar este passeio e partir para o Palácio do Governo.

O palácio, outro prédio fantástico baseado na arquitetura inglesa e que era, inicialmente, residência de férias dos governadores paulistas, agora está com as portas abertas para o público que aprecia belas artes. O talento dos artistas brasileiros preenche as paredes do museu que fica aberto de quarta-feira a domingo. Entre as obras expostas estão pinturas de Tarsila do Amaral, Candido Portinari e Anita Malfatti.

Campos do Jordão
No Palácio do Governo você pode conferir as obras de grandes pintores brasileiros

Antes de sair da cidade, não deixe de pegar o trenzinho que sai da Vila Capivari. O passeio passa pelo deslumbrante Vale do Lageado e termina em Santo Antônio do Pinhal. Na baixa temporada o valor é apenas R$ 1,80 por pessoa, já na alta temporada o preço sobre para R$ 10.

Gastronomia

A influência europeia não fica restrita somente à fachada dos prédios; a culinária local também é baseada nos pratos estrangeiros. O bairro Capivari concentra boa parte dos restaurantes, bistrôs, cafeterias e lojas especializadas em doces e tortas. Por ser uma cidade com temperaturas baixas, os pratos quentes é quem tomam conta: fondues, sopas e tortas bem recheadas dão água na boca.

O Baden Baden é o local mais frequentado da cidade: a cerveja artesanal sempre garante a casa cheia. Se você não gosta de cerveja, não deixe de apreciar o delicioso chocolate quente, vendido em várias cafeterias ou nas lojas de chocolate, como a Chocolate Montanhês. O Festival della Pasta é uma excelente dica para o almoço; além de massas artesanais, ele também serve fondues e sopas.

Campos do Jordão
No Baden Baden a especialidade é a cerveja artesanal

Compras

Circulando pelo bairro Capivari você encontrará desde lojas de roupas a lojas de artesanato. A caminhada é breve, as lojas estão bem próximas umas das outras e você logo encontra o que estava procurando. Aproveite para comprar roupas de inverno, que têm um preço ótimo.

Hospedagem

Durante a alta temporada, principalmente nas férias de julho, a cidade fica lotada e para desfrutar deste período é necessário reservar o hotel com muita antecedência.

Como muitas pessoas preferem ir para a praia no verão, Campos do Jordão se torna uma alternativa imperdível, e também mais em conta, pois os hotéis baixam as suas tarifas.

E você, já esteve em Campos do Jordão? Compartilhe a sua experiência!

Fazendo Mochilão em São Paulo e Florianópolis

Nem só de Europa ou Nordeste vivem os mochileiros de plantão – dá pra fazer uma viagem bacana, e de mochila nas costas, por cidades do sudeste e sul do Brasil, como São Paulo e Florianópolis. Ambas as cidades tem muita opção de hospedagem e lazer para quem viaja com pouca grana, mas quer curtir todos os passeios que as capitais oferecem.

Mochileiros são pessoas que amam viajar, conhecer novos lugares e estão habituados a se apertar em qualquer cantinho que seja só para não perder a viagem. Quem é dessa turma reserva hotel como se estivesse trocando de roupa e sabe que as opções de hospedagem podem variar muito de acordo com a localização e o tipo de acomodação. Existem muitos hotéis que mantém vivo o espírito da viagem, com quartos coletivos e com baixo custo – os famosos albergues.

Em São Paulo os mochileiros podem conhecer pontos turísticos bem legais como os Museus da América Latina e da Independência, no coração de São Paulo, o bairro da Liberdade, memorial da cultura japonesa, comer uma boa (e barata) pizza em qualquer canto da Vila Madalena ou nos típicos redutos italianos do Brás ou Bixiga, além de se divertir nos parques da cidade, como Hopi Hari, que tem parque de diversões e parque aquático. Durante a semana os ingressos para as atrações são bem mais baratos que aos fins de semana, e isso pode agradar os mochileiros tanto quanto as opções de bons hotéis em São Paulo. Separe uma terça-feira para curtir, na capital paulista, o “Terça Insana”, festival de stand-up comedy da capital paulista que revelou grandes comediantes brasileiros da nova geração.

Hopi Hari
Hopi Hari - São Paulo

Em Floripa a dica para a galera da mochila é curtir as praias e a vida noturna da capital catarinense. No quesito hotel, Florianópolis é uma cidade cheia de opções, dos mais badalados aos hostels e albergues da juventude. Opte por aqueles que possam te oferecer um intercâmbio cultural durante sua estadia, já que a cidade é bem frequentada tanto por brasileiros de todas as regiões do país quanto por estrangeiros de vários continentes e dos países vizinhos, tais como argentinos e chilenos. O bacana é interagir com as pessoas nas praias de Floripa, consideradas algumas das mais lindas de todo o país. A famosa praia da Joaquina, por exemplo, é reduto de surfistas e encanta por sua paisagem. Quem estiver disposto a render o mochilão pode se divertir um pouco no Beto Carrero World, o maior parque temático do Brasil. Ele fica a poucas horas da cidade, e aproveitar um dia no parque, vale muito a pena! Além disso, a cidade de Floripa oferece passeio em carros de luxo (para aquelas pessoas que sempre sonhou dirigir uma Ferrari ou Lamborghini). À noite, não ouse perder as baladas; elas são famosas por todos os cantos por serem muito animadas e recheadas de gente bonita.

Beto Carrero
Beto Carrero - Santa Catarina

A dica ao procurar seu hotel em Florianópolis é que você busque algo que esteja de acordo com seu ideal de localização. O estabelecimento também tem que estar preparado a te dar as informações mais precisas possíveis sobre a cidade. Afinal, mochilão significa fazer suas próprias regras sem a ajuda de uma agência de turismo – portanto, toda informação tem que ser bem passada, principalmente sobre dicas de segurança e melhores opções de lazer e pontos turísticos.

Se você quer poupar tempo na organização da sua viagem, o ideal é já correr atrás dos detalhes importantes como passagens e hospedagem. Compre suas passagens com antecedência e garanta preços diferenciados e com relação aos hotéis, faça a pesquisa no FalaTurista  e  encontrar diversas opções de hotéis com ótimos preços e condições.

Potencial do turismo outdoor

A crescente demanda pelo “ecoturismo” ou turismo outdoor e suas variantes, como o turismo de aventura, diferentemente do turismo convencional, não se deve somente a propagada estabilidade econômica do país ou ainda a eminência de eventos importantes como a Copa do Mundo e a Olimpíada.

É evidente que essas questões influenciam neste crescimento, mas o fato do Brasil ser um país de proporções continentais, oferecendo climas extremos e ambientes diversos, favorece esse tipo de turismo.

Além disso, possuímos ainda um grande potencial natural pouco explorado em diversas regiões, devido em alguns casos ao pouco ou nenhum interesse de autoridades locais em seu desenvolvimento.

Apenas como exemplo de ótima publicidade e exploração dos potenciais de turismo natural, podemos citar Bonito em Mato Grosso do Sul e a bucólica cidade de Brotas no interior de São Paulo que há muitos anos investem em divulgação e estrutura logística para atrair esse crescente público “outdoor” interessado em atividades com maior contato com a natureza.

Como locais com imenso potencial para essas atividades, mas, por motivos diversos, pouco conhecidos do público em geral podemos citar o Vale do Itararé entre os estados de São Paulo e Paraná com cachoeiras paradisíacas e cânyons incríveis, a belíssima região da pequena cidade de Aiuruoca em Minas Gerais, com mirantes de paisagens a perder de vista, trilhas e cachoeiras de fácil acesso, além das opções culturais e gastronômicas. A região de Extrema no sul de Minas Gerais, pouco explorada pelo turismo convencional, também oferece opções de trekking, vôo livre, off road e rafting.

Soldier Adventures
Soldier Adventures

Até mesmo na maior metrópole do Brasil, se encontram opções de ecoturismo e aventura pouco explorados e quase exclusivos. Em São Paulo temos áreas de proteção ambiental e parques muito bem cuidados e protegidos que são pouco aproveitados e conhecidos até pelos próprios paulistanos.

A Serra da Cantareira, por exemplo oferece trilhas, mirantes e cachoeiras, locais para prática de esportes verticais como arvorismo, escalada e rapel, além de vários níveis de trilhas para off road.

O Jardim Botânico de São Paulo é uma ótima opção para a observação não apenas da flora, mas também da fauna característica da mata atlântica. E na região da represa de Guarapiranga é possível praticar diversos esportes náuticos, com instrutores especializados e equipamentos especiais.

Soldier Adventures
Soldier Adventures
Soldier Adventures
Soldier Adventures

Cabe ao empresário de turismo atentar para essas opções e aproveitar essa crescente demanda, incentivando o turismo “não convencional” muitas vezes em locais mais próximos e até mais baratos, que podem ser uma grata surpresa e ser uma ótima opção para o simples “turista outdoor” ou até para o mais ousado viajante aventureiro.

Soldier Adventures Turismo de Aventura

www.soldieradventures.com

Itália, Esqui de Fundo na praia

Riccione aproveitou a onda de frio polar e, com grande genialidade levou o esqui até as praias da cidade. A areia das praias cobertas de neve com cerca de 30-40 centímetros, deu a possibilidade de praticar o esqui de fundo. Graças à geminação da cidade com Cortina d’Ampezzo existem instrutores da região de Cortina, os quais dão lições de esqui de fundo com técnicas básicas e clássicas, diretamente na praia!
A técnica de esqui de fundo se baseia em avançar na neve com esquis e bastões, em terreno plano e com subidas e descidas leves. Infelizmente, o vento forte que chegou do mar, limitou um pouco o esporte, mas as pessoas não perderam o entusiasmo.

Riccione
Estruturas balneárias na praia cobertas de neve

Finalmente,  uma maneira diferente de lidar com o inesperado, procurando trazer atrativos para dias frios, com criações de sinergias importantes que talvez puderam se revelar um verdadeiro método de trabalho na indústria do turismo italiano.  Pra não falar da solidariedade: metade dos rendimentos arrecadados com as lições de esqui, será doado em beneficio das pessoas prejudicadas com o mau tempo.

Uma iniciativa que demonstra como a região da Romagna é capaz de explorar qualquer situação, boa ou ruim, quente ou frio para levar novas idéias que visem obter a atração turística sem nenhum custo!
Pra quem não conhece Riccione, aqui vai uma pequena ilustração sobre a região.
Geograficamente está situada na parte sudeste da Emilia Romagna, na costa do Adriático. Com seus 35.543 habitantes é o município mais populoso da província de Rimini, que fica a apenas 15 quilômetros.

É uma das principais metas de férias de verão para os italianos que moram na parte norte e centro da Itália. O motivo não é um mar azul e maravilhoso, mas a organização e o serviço impecável dedicado ao turista. Oferece cerca de 150 resorts e 460 hotéis, o local é muito procurado pelos jovens, onde a diversão nunca pára, mesmo à noite, mas também para famílias com crianças. Festas em discoteca, espetáculos e um carnaval famoso com desfiles na ruas. O lugar apresenta um clima ameno, com um verão ventilado e um inverno que não desce quase nunca de 8°C / 7°C. A quantidade de neve que está caindo por toda a região nesses dias, é um fenômeno realmente inesperado.

Turismo religioso no Brasil – Top 3 destinos

Pelos quatro cantos do Brasil podemos encontrar diversidade cultural. Grande parte dessa cultura é proveniente da miscigenação de diversos povos que por aqui se abrigavam, pois fugiam das adversidades ou buscavam uma vida melhor. Uma mistura que ultrapassou o físico e material, da qual surgiram novos hábitos, costumes, valores e crenças. Em cada parte do país uma forma diferente de fé, reza e festividade. A seguir, separamos três dos principais destinos para fazer turismo religioso e conhecer ainda mais sobre as riquezas brasileiras.

Aparecida do Norte

Basílica de Aparecida do Norte
Basílica de Aparecida do Norte


Aparecida, nome oficial da cidade, fica entre São Paulo e Rio de Janeiro, mais precisamente no interior de SP, no Vale do Paraíba. O local é uma verdadeira homenagem à padroeira do Brasil. É lá que a Catedral-Basílica se encontra. A Basílica Nova, como é popularmente conhecida, foi inaugurada em 1955 e, em 1980, foi solenemente sagrada pelo Papa João Paulo II. É o terceiro maior templo católico do mundo, com capacidade para 75 mil fiéis, e por isso recebe visitantes de todos os cantos do mundo!

A cidade costuma ser cheia o ano todo, mas atrai ainda mais visitantes em datas importantes no calendário cristão. A própria Basílica apoia todos os turistas, oferecendo ambulatórios, salas de batizado, capela de penitência, sala de promessas, berçário, salão para refeições, entre outros. Bazares, museus de exposições e barracas de vendas de artigos religiosos fazem parte da programação dos arredores da igreja. É possível hospedar-se num hotel em São Paulo (capital), pois pode-se ir e voltar de Aparecida do Norte no mesmo dia.

Juazeiro do Norte

Juazeiro do Norte
Juazeiro do Norte


Um centro religioso, no Vale do Cariri, Ceará, que guarda a imagem de Padre Cícero, ou “padim ciço”. O ano de 1889 marcou a cidade, pois o Padre surpreendeu-se ao ver a transformação de uma hóstia em sangue, enquanto ele a dava para a beata Maria Magdalena do Espírito Santo. O fato se repetiu por várias outras vezes, com diferentes fiéis. A partir daí, Juazeiro tornou-se parte do movimento de peregrinação brasileiro. A cidade recebe ainda mais visitantes a partir do dia 30 de outubro, quando os fiéis saem em romarias. Mas a grandiosa romaria acontece mesmo em novembro, mês dos finados.

O passeio conta com visitas a pontos turísticos, como a Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em construção barroca, a Igreja de São Francisco e a Capela de Perpétuo Socorro. É essa última que reúne o maior número de fiéis, pois foi construída pelo próprio Padre Cícero, que hoje tem seu túmulo no piso do altar-mor da Catedral.

Nova Trento

Nova Trento
Nova Trento


A 75 quilômetros de Florianópolis, no Estado de Santa Catarina, Nova Trento mantém as tradições e as crenças trazidas pelos colonizadores italianos, em 1875. A beatificação de Madre Paulina, em 1991, e sua canonização, em 2002, atrai turistas de todos os cantos. Ela foi a primeira santa brasileira.

A cidade não estava preparada para receber os inúmeros fiéis que Santa Paulina, por isso, algumas questões como hotéis, restaurantes e demais estruturas necessárias para os turistas ainda deixam a desejar, porém, a cidade está se movimentando para superar esses problemas e atender bem os fiéis que viajam de todas as partes do Brasil para conhecer a cidade natal da primeira santa brasileira.

A cultura italiana é presente em todos os cantos de Nova Trento, por isso, se você é fã das tradições do país do velho continente, principalmente no que diz respeito a culinária, a cidade é uma ótima opção, não só para o turismo religioso, mas também, para o turismo gastronômico.

As pessoas viajam por diversos motivos, e um deles e a fé, numa demonstração de respeito e temor ao divino. O turismo religioso tem movimentado significativamente o setor, pois os números dos que viajam com essa missão aumentaram nos últimos anos. Além das cidades aqui citadas, outras, como Belém, Bom Jesus da Lapa, Salvador, Pirapora do Bom Jesus, as cidades históricas mineiras e Paranaguá, também têm sido alvo desse tipo de turismo, e em todas elas é possível encontrar diferentes tradições, expressas nas comemorações, comportamentos, culinária e em cada costume local. O que vale é conhecê-las para encantar-se e encontrar-se com a fé. O Fala Turista também pode lhe ajudar nessa viagem, acesse o site para reservar hotel na região e conhecer as melhores opções em hospedagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...