UMA PRÉVIA SOBRE BUDAPESTE

Capital da Hungria, cortada pelo famoso Rio Danúbio, Budapeste guarda em suas ruas e prédios tombados muita cultura, arte, história, nacionalismo e sabores únicos. Em nossa viagem por Budapeste estamos passando por muitos pontos turísticos, mas procurando sempre ter o tipo de vivência nativa, frequentando espaços menos turistões.

Resultado de imagem para hungria país

Fonte: Mega Curioso

Ansioso para saber um pouco sobre o que estamos vivendo por aqui? Bem, fica conosco, lê nosso artigo e acompanha nosso blog que falaremos mais sobre essa cidade maravilhosa.

VIVENDO O VERÃO DE BUDAPESTE

Uma cidade claramente desenhada para passar o famoso frio de inverno europeu, a arquitetura e engenharia empregadas nos prédio ajudam a manter o calor dentro, o que pode parecer um problema nos invernos. Mas para isso os prédios costumam ter uma passagem de ar no centro do edifício, que mantém todos os apartamentos respirando ar fresco 24/7.

Não poderia ser diferente com o Rio Danúbio passando literalmente no meio de Budapeste, separando-a nas duas partes: Buda e Peste.

Sim, Budapeste nada mais é que o nome das duas áreas citadas acima. Buda é a área mais abastada da região, sendo dotada dos melhores shoppings, do próprio Parlamento Húngaro, e por aí vai, já Peste é uma área mais pobre e residencial e com um comércio voltado ao público local.

Ficamos nessa viagem hospedados num AirBnb no distrito 8, que fica do lado Peste. Vamos passar aqui alguns itens que você deve saber para viver uma aventura sem problemas aqui pela região:

  1. FORINT É DESVALORIZADO, MAS O REAL TAMBÉM: Enquanto estávamos aqui o real caiu de 80 para 70 Forints, então, por mais que a promessa do seu dinheiro render por aqui e a frase “Quem converte em se diverte” podem não fazer tanto sentido em Budapeste quando sua moeda é a brasileira;
  2. TODAS AS FACHADAS SÃO TOMBADAS: Sim, existe uma lei em Budapeste que proíbe que proprietários destruam as fachadas dos prédios, a fim de preservar a arquitetura local e manter um padrão. O que isso gera? Pubs muito loucos e super escondidos. Isso é ótimo, faz com que sua viagem seja única, mas também dificulta que você encontre alguns lugares, já que os estabelecimentos costumam estar escondidos entre colunas antigas e marquises desgastadas;
  3. NÃO TENHA MEDO DE RASGAR O INGLÊS: Literalmente todo mundo que encontramos aqui trabalhando em restaurantes ou outros estabelecimentos sabe um bom inglês, muitas vezes ótimo! Portanto, por mais que Húngaro seja uma língua bem difícil e você possa ter medo de ficar perdido por aqui, todos os menus de restaurantes têm traduções e os atendentes te ajudarão com certeza;
  4. AMABILIDADE HÚNGARA: Se você já visitou regiões como Florença, Lisboa e Praga, notará que o atendimento por aqui realmente não é tão amável quanto nos citados destinos, mas isso não se deve tanto à educação ou falta dela, mas à cultura local. O povo húngaro é em fato mais fechado, portanto, não espere calor e afetividade à todo tempo. Em alguns casos nos deparamos com pessoas bem educadas e gentis, noutros apenas a ausência de floreamento no atendimento, nunca passamos por nenhum vexame;
  5. CULINÁRIA RICA: Por ficar na Europa Central, próximo da Ásia, do Ocidente, de outros países da Europa, e por ter uma grande densidade de imigrantes, Budapeste tem uma culinária muito rica e internacional. Numa rua você pode encontrar uma Tratoria verdadeiramente italiana, uma Curry House comandada por 2 amáveis indianos e uma casa de Tacos com um chef Chileno. Fomos em todos esses lugares e todas as comidas estavam impecáveis. Prepare-se não só para provar a culinária húngara, como do mundo todo!

No mais, a Hungria com certeza vai te surpreender. Viemos principalmente para alguns festivais de música que falamos um pouco mais aqui, assim como para fazer algumas viagens pela Europa como um todo.

Desde a cultura local, bem diferenciada, até mesmo às problemáticas e discussões que os nativos enfrentam e expõem diariamente, um exemplo disso, é a atual guerra entre sorveterias que existe aqui: Austríacos vs Húngaros. Um querendo dominar a indústria do sorvete acima do outro!

Realmente, um país único que vai te encantar nessa série de textos que vamos fazer no decorrer de nossa viagem!

JÓ NAPOT – TENHA UM BOM DIA!

Quais suas dúvidas sobre Budapeste? O que tem mais interesse em saber? Sobre a comida local? Como funciona o transporte? Pergunta pra gente! Sua questão pode virar post (:

Tem alguma ideia de destino para a gente ir em nossas próximas viagens? Não deixa de colocar aqui abaixo! Estamos planejando passar um tempo em Buenos Aires, o que acham de uma série de posts sobre isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *